Domingo,
24 de Outubro de 2021

Ricardo Ayres requer que leitos de UTI em Porto Nacional sejam revertidos para atendimento amplo

Autor: Ascom

Fonte: Ascom

Publicado em 18 de Setembro de 2021 (Atualizado Há 1 mês atrás)

Legenda: Deputado estadual Ricardo Ayres 

Autor da Foto: Divulgação

Em regime de urgência, o deputado estadual Ricardo Ayres (PSB) apresentou um requerimento na sessão legislativa da última terça-feira, 14, solicitando ao Governo do Estado, através da Secretaria Estadual da Saúde (Sesau), para que sejam adotadas as medidas necessárias para que as UTIs, instaladas no Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN), sejam revertidas para atendimento amplo da população e não mais apenas como UTIs Covid.

Ayres destacou que é sabido que a pandemia não acabou, mas os dados de vacinação no Estado já ultrapassam um milhão de doses aplicadas e mais de 50% da população já recebeu a primeira dose da vacina. "Diante desse processo, felizmente e consequentemente, a ocupação de leitos de UTI Covid vem caindo significativamente. O que abre espaço para que as UTIs de Porto Nacional sejam revertidas, em sua maioria, para o atendimento amplo da nossa população" pontuou o parlamentar.

O Hospital Regional de Porto Nacional é referência em atendimento para 13 municípios que compõem a regional de saúde, Amor Perfeito. São eles: Porto Nacional, Brejinho de Nazaré, Chapada da Natividade, Fátima, Ipueiras, Mateiros, Monte do Carmo, Natividade, Oliveira de Fátima, Pindorama, Ponte Alta do Tocantins, Santa Rosa e Silvanópolis.

Redução de internações por Covid

O Tocantins tem tido êxito na redução dos dados de contaminação, internação e mortes por Covid-19, segundo o último boletim epidemiológico a ocupação é de 16% do leitos clínicos e 30% dos leitos de UTI.

Ainda segundo informações da Secretaria de Saúde do Estado em julho de 2021, foram registrados no Tocantins, 11.251 novos casos da Covid-19, 158 óbitos pela doença e 300 internações em UTI. Já em agosto, o Estado contabilizou 7.687 casos, 93 óbitos e 164 internações para cuidados intensivos. Uma redução de 32%, 41% e 45% respectivamente.

O avanço da vacinação também é uma garantia do controle da pandemia no Tocantins, uma vez que o estado totaliza 25,88% da população tocantinense totalmente imunizada.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários