Domingo,
16 de Maio de 2021

Sindicatos solicitam ao deputado Prof. Júnior Geo prioridade na vacinação dos oficiais de justiça

Autor: Guilherme Paganotto

Fonte: Ascom

Publicado em 20 de Abril de 2021 (Atualizado Há 4 semanas atrás)

Legenda: Representantes do Sindojus-TO, Sinsjusto e Sindjufe-TO entregaram ofício conjunto ao deputado.

Autor da Foto: Talita Gregório

Nesta segunda-feira, 19, o deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) esteve reunido com os representantes dos Sindicatos dos Oficiais de Justiça do Tocantins (Sindojus-TO), dos Servidores da Justiça (Sinsjusto) e dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal (Sindjufe-TO). O encontro foi oportuno para o parlamentar receber um ofício conjunto solicitando a inclusão dos oficiais de justiça no grupo prioritário para vacinação contra a Covid-19. 

No documento, os sindicalistas apresentam a reivindicação embasados no constante nível de exposição desses profissionais ao contágio da doença, em razão de executar as atividades de trabalho nos mais variados locais. Há ainda o registro de falecimento de um servidor atuante em Porto Nacional por conta de contaminação por coronavírus. 

Geo sempre se posicionou a favor das necessidades dos sindicatos e se mostrou atento à questão. "Esses profissionais são de grande importância para o bom andamento do poder judiciário. Eles não pararam seus trabalhos no período de pandemia, por isso é legítima a reivindicação que fazem levando em consideração o alto nível de exposição que cada um enfrenta diariamente", destacou o parlamentar.

Para a presidente do Sindojus-TO, Luana Rodrigues, apesar da implantação do home office em diversos setores, os oficiais de justiça exercem suas atividades essencialmente externas. "Esse profissional é a parte fundamental das comunicações judiciais, é o grupo que integra a linha de frente de todas as esferas do poder judiciário. Com a vacinação, será possível continuar de forma mais segura o andamento do trabalho", relatou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários