Segunda - Feira,
19 de Abril de 2021

Solange Duailibe assume vaga de Carlesse na AL e diz que buscará reeleição

Deputada afirma que buscará reeleição

Autor: T1

Fonte: T1

Publicado em 06 de Abril de 2018 (Atualizado Há 3 anos atrás)

Legenda: Sem Legenda

Autor da Foto: Dicom/AL

Solange Duailibe (Sem partido) assumiu ontem, 4, uma cadeira na Assembleia Legislativa do Tocantins durante sessão ordinária.
 
A deputada fica no ofício durante o período em que Mauro Carlesse (PHS) exercer o cargo de governador interino do Estado.
 
Ao T1 nesta quinta-feira, 5, a deputada conferiu que os seus projetos serão “em defesa do Tocantins”, que ela vai disputar as eleições gerais e comentou a renúncia de Carlos Amastha (PSB).

Solange ressaltou que o Tocantins vive hoje um momento conturbado, “tanto na questão política, social e econômica”.

“Quero dar minha contribuição com muita responsabilidade como sempre pautei minha vida pública. Com responsabilidade e respeito às pessoas e as instituições. Vou procurar fazer o melhor nesse período que vou ficar que não sei por quanto tempo”, acrescentou.

A deputada informou ainda que ela e o marido, o ex-prefeito de Palmas, Raul Filho, estão sem partido, mas que um posicionamento político sobre apoio às eleições será definido em breve, após suas filiações partidárias.

“Temos vários convites. Depois que nos filiarmos a um partido é que iremos discutir qual a posição que adotaremos nas eleições suplementares, e posteriormente, nas eleições de outubro”.

Solange revelou que ela e Raul avaliam se filiar a siglas com afinidade com a senadora Kátia Abreu (PDT), com o governador Carlesse, e outros pré-candidatos ao Estado.

No primeiro dia como deputada novamente, Solange disse que o principal foco nas eleições deste ano é sua reeleição à vaga na AL.

“O projeto é ir à reeleição, mas não descarto que outras candidaturas que possam surgir. É momento de muita indefinição política e estamos abertos em relação a questões partidárias. A gente precisa analisar tudo certinho. Projetos mais viáveis”.

 

Renúncia de Amastha

 

Sobre as mudanças na atual gestão de Palmas, após a renúncia de Amastha, Solange afirmou que há pontos positivos, mas que os palmenses foram “penalizados” pelas escolhas do ex-prefeito e pré-candidato ao governo. Isso se dá, de acordo com ela, por conta do aumento de impostos, de taxas e o IPTU “mais caro do país”, pontua.

A deputada disse, ainda, que Amastha “priorizou a estética da cidade e esqueceu-se de políticas publicas que são essenciais para desenvolvimento de uma cidade. Temos uma cidade limpa e bonita. Existem políticas que são essências que impulsionam o desenvolvimento de um povo de uma cidade de um estado”.

A deputada afirmou, também, que o ex-prefeito “pegou o comando da Capital após uma administração que priorizou saúde, moradia, desenvolvimento social, e isso tudo já refletiu em sua gestão”, se referindo aos dois mandatos de Raul Filho à frente do Município.

Sobre Cinthia Ribeiro (PSDB), Solange disse que vê com bons olhos sua gestão.

“É uma pessoa que já tem uma história no Tocantins. É uma mulher. Uma pessoa que a gente vê que tem preparo. Vai saber conduzir de forma diferente, não sobrecarregando tantos as pessoas e os empresários. Desejo sucesso. Uma mulher que tem capacidade, é guerreira e pode fazer diferente”.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários