TEMPO REAL / Tocantins faz voo cego rumo ao colapso do sistema de saúde

Publicado em: 31 de Julho de 2020
Foto Por: Internet
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo

manifesta preocupação do governador Mauro Carlesse (DEM) com o avanço da Covid-19 no Tocantins não é por menos. Se o crescimento em termos percentuais da doença reduziu nos últimos três meses, o volume de infectados e mortos continua assustador. No dia 29 de abril tínhamos 137 casos confirmados do novo coronavírus. Um mês depois, em 29 de maio, já eram 3.611, um incremento de 3.474 novos doentes, o que representou uma alta no período de 2.535,8%. Em 29 de junho, a doença já atingia 10.359 tocantinenses. Se proporcionalmente o crescimento foi menor (186,9%), ainda que muito significativo, a quantidade de novos contaminados era enorme — mais 6.748 pessoas.

De junho para julho, um novo salto descomunal: em apenas um mês mais novos casos do que a soma dos três meses anteriores. O novo coronavírus alcançou no período 23.517 tocantinenses, com 13.158 novos casos, alta de 127,02%. Saímos de 18 cidades alcançadas em 29 de abril (12,9%) para 138 nessa quarta-feira, 29 (99,3%).

As vidas perdidas para a Covid-19 foram pelo mesmo caminho. Em termos percentuais são menores do que no início da doença, o que é natural, mas, além de continuarem em patamares elevados, se avolumam assustadoramente. No dia 29 de abril, havíamos registrado apenas três mortes pelo novo coronavírus. Um mês depois já eram 70 (+2.233,3%), com 67 novas baixas. Passados mais 30 dias, em 29 de junho, chegamos a 195 (+178,6%), ou 125 pessoas a mais mortas pela doença. Nessa quinta, alcançamos 364 óbitos (+86,6%), o que significa que 169 tocantinenses perderam a vida para a Covid-19 em somente 30 dias. Em abril, duas cidades tinham mortes pela doença. No último Boletim Epidemiológico, já eram 79 municípios enlutados.

Outro agravante: a ocupação de UTIs vai batendo no teto nas principais cidades do Estado, bem como as internações em leitos clínicos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.