Vereador Erivelton cobra solução para famílias desabrigadas do Taquari

Publicado em: 26 de Maio de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: Ascom vereador Erivelton Santos 
Fonte: Ascom

O vereador Erivelton Santos (PV), através da Frente Parlamentar em Defesa da Moradia e Regularização Fundiária, solicitou à Prefeitura de Palmas que sejam adotadas providências em relação à situação das famílias que ocupavam a Área Pública Municipal (APM 16), localizada na quadra T-30, no Jardim Taquari.

 

Cerca de 30 famílias tiveram as moradas provisórias demolidas por ordem da gestão municipal, no dia 18 de maio.  
 

Representantes da Frente Parlamentar estiveram no local no dia 20 de maio, afirmando que a situação exige o envio imediato de equipe de assistência social que possa realocar essas famílias e disponibilizar alimentos e produtos de higiene pessoal aos desabrigados, uma vez que foram surpreendidas com a ação do Governo Municipal, o qual enviou tratores para derrubar as estruturas.
 

Para Erivelton, a solicitação busca garantir direitos básicos a esses cidadãos, especialmente a dignidade, como saúde, moradia, alimentação, assistência aos desamparados, segurança e o bem-estar.

 

"Essas famílias tiveram suas vidas ainda mais fragilizadas, visto o período de pandemia que enfrentamos. Faltou sensibilidade por parte da gestão com essa comunidade, com pessoas que precisam de assistência", assegurou.



Neste período de crise causada pelo coronavírus, o parlamentar questiona como aqueles que não tem moradia irão aderir ao isolamento social.

 

"Essas pessoas não têm condições de pagarem aluguel e a Covid-19 agravou a situação das famílias carentes, mas é dever do município ampará-las e oferecer o mínimo de dignidade. Aguardamos uma posição da gestão quanto à solicitação", afirmou Erivelton.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.