Carnaval: cinco coisas que não podem faltar nos blocos

Muita água, tênis confortável, protetor solar, um lugar para fazer xixi e alimentação balanceada. O que não pode faltar no seu carnaval?

Publicado em: 10 de Fevereiro de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: G1 — São Paulo
Fonte: G1 — Bem Estar

Os pés são os que mais sofrem no carnaval. O ideal é usar tênis. Eles protegem os pés e são confortáveis. Evite os chinelos, sapatilhas, sandálias, salto alto. O salto pode causar torção no tornozelo e fadigar a musculatura da panturrilha. Já os chinelos e sandálias de plástico, além de não proteger, podem dar bolhas porque o pé acaba transpirando mais.

Além dos pés, proteja também o seu corpo. Óculos escuros, mochila ou pochete, boné e o mais importante: protetor solar em todas as áreas expostas do corpo. Não esqueça de repetir a passagem durante o bloco, pelo menos de duas em duas horas.

 “Vá com uma roupa leve, quanto mais leve melhor. Você produz muito calor, você começa a suar e a roupa pesada bloqueia a transpiração. Aumenta muito a sua temperatura interna e a sensação de mal-estar é muito grande”, explica a clínica geral Dulce Brito.

A vontade do xixi apertou? Nada de fazer na rua. Prepare-se também antes de sair pro bloco e leve papel higiênico, lencinho umedecido. Se possível, forre o assento do vaso sanitário. “O risco de pegar infecção é pequeno, mas é importante se proteger”, alerta a clínica geral. Após usar o banheiro, lave as mãos ou use álcool em gel.

E antes de ir para o bloco, ALIMENTE-SE! Como diz o ditado: saco vazio não para em pé. O segredo, segundo Dulce Brito, é fazer uma refeição saudável, com carboidrato, legumes, verduras e proteína, mas em quantidade menor para facilitar a digestão.

O que não pode? Alimentos gordurosos. Eles são mais difíceis de digerir. Leve também um lanchinho para comer no bloco (frutas secas, barrinhas de cereal, fruta) dentro da sua pochete ou mochila.

Beba água!

Beba muita água, ainda mais se você estiver consumindo bebida alcoólica. A água ajuda a diminuir a concentração de álcool no sangue, evitando que a pessoa fique bêbada e tenha ressaca no dia seguinte.

00:00/01:49

Cuide da sua bebida!

Você já ouviu falar do “Boa noite, cinderela”? Esse golpe acaba sendo mais comum em grandes eventos. Então, a regra número um é aquela de mãe: nada de tomar bebida de estranho.

“Os golpes são aplicados usando remédios para dormir, que são indutores do sono. Uma coisa é a pessoa beber e ir dormir. Mas quando ela toma o remédio e fica acordada, fica na folia, ele interfere com o funcionamento do cérebro. E o cérebro passa a funcionar de maneira diferente”, explica o psiquiatra Daniel Barros.

As substâncias indutoras de sono diminuem o raciocínio, diminuem a capacidade de decisão, de planejamento e de crítica. “Essas substâncias também agem na memória. Afeta a capacidade de lembrar”, completa o psiquiatra.

E como evitar o golpe? Monitore o tempo todo o que está consumindo e esteja sempre acompanhado, pois, caso você beba algo com essas substâncias, terá alguém que irá perceber e te ajudar.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.