HRPN realiza capacitação sobre monitoração cardíaca e eletrocardiograma

Curso ocorreu nesta quarta, 29 e foi destinado a enfermeiros e técnicos de enfermagem

Publicado em: 30 de Janeiro de 2020
Foto Por: Divulgação HRPN
Autor: Aldenes Lima/Governo do Tocantins
Fonte: Ascom
O curso teve como público alvo enfermeiros e técnicos de enfermagem, que atuam na unidade

Com o objetivo de proporcionar conhecimento às equipes, aperfeiçoar a execução dos procedimentos e prevenir eventos de saúde graves ao paciente, o Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN) realizou nesta quarta-feira, 29, uma capacitação sobre monitorização cardíaca e eletrocardiograma. O curso teve como público alvo enfermeiros e técnicos de enfermagem, que atuam na unidade.

Segundo o médico Valcirlei de Araujo, o qual administrou o curso, "incluir o eletrocardiograma na avaliação cardiológica ajuda a identificar de maneira precoce qualquer problema que possa atingir o aparelho cardiovascular, tão importante para o transporte de nutrientes e oxigênio pelo corpo, através do sangue", destacou.

Ainda segundo ele, "o monitor cardíaco estabelece os critérios e as práticas para orientar a equipe de enfermagem sobre monitorização cardíaca contínua, avaliando as possíveis alterações, em tempo hábil, permitindo o estabelecimento de uma terapia adequada imediata".

A enfermeira Solineide Antônio Gonçalves, afirmou que "este curso é de suma importância para toda a equipe, tornando todos aptos a realizarem o exame, em caráter de emergência, chegando assim a um diagnóstico precoce, para um melhor tratamento e agilidade na conduta do paciente", pontuou.

Organizada pela coordenação de enfermagem e pelo Núcleo de Educação Permanente da unidade, a capacitação é, segundo diretor geral do HRPN, Gilberto Dias Correia, "parte de várias ações que vem propiciar e melhorar a cada dia os processos de trabalho e, quem ganha na qualidade de atendimento, é o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.