Sábado,
18 de Setembro de 2021

Mais de 500 pacientes já tocaram o sinal de cura

Autor: Ascom

Fonte: Ascom

Publicado em 02 de Agosto de 2021 (Atualizado Há 2 meses atrás)

Legenda: Dra Marya Luyza Gusmão

Autor da Foto: Divulgação

O sino da cura é uma marca da clínica de Radioterapia Irradiar. Até o momento mais de 500 pacientes já tiveram a alegria de tocá-lo. Conforme a médica radio-oncologista Marya Luyza Gusmão o artigo foi instalado em 2019 e celebra o fim das seções de radioterapia. "Para o paciente e para nós é uma satisfação ouvir aquele toque, isso mostra a eles que é possível vencer um câncer", destacou.

A paciente Maria Divina Santos teve a alegria de tocar o sino recentemente. "Foi um momento muito esperado a batida do sino e muito gratificante. Senti uma alegria e gratidão imensa naquela hora e vontade de chorar por tudo que passei até chegar minha vez. Tenho muita gratidão a Deus que me fortaleceu nos momentos mais difíceis. Obrigada a todos da clínica Irradiar pelo carinho e atenção dada a nós pacientes", disse.

No dia 25 deste mês a clínica, localizada em Palmas, completou cinco anos de existência. Durante este período mais de 2.600 pacientes, entre plano de saúde, particular e rede SUS, já foram atendidos em uma estrutura moderna que conta com um dos melhores aceleradores do país.

"Na clínica oferecemos o que há de mais novo e moderno aos nossos pacientes, além disso nossa equipe está em constante atualização buscando sempre a prestação de um serviço de excelência", frisou a médica rádio-oncologista.

 

Novo procedimento: braquiterapia

Em abril do ano passado a clínica passou a ofertar um novo procedimento chamado braquiterapia. Até o momento mais de 90 pacientes já realizaram esse tratamento, que consiste em fazer uso de uma fonte de radiação dentro ou muito próximo do tumor. "O objetivo desse método é eliminar as células cancerígenas, pode ser utilizado tanto como tratamento isolado ou como um reforço a radioterapia externa. Aqui na clínica utilizamos para o tratamento do câncer ginecológico, mas a braquiterapia também pode ser realizada no tratamento de outros tumores como por exemplo próstata, mama, cabeça e pescoço, esôfago, pele.", ressalta a rádio-oncologista.

Radioterapia Irradiar

Atualmente a Irradiar realiza o tratamento de 74 a 80 pacientes por dia, estando ainda com mais um turno a ser aberto conforme necessidade, podendo atingir uma capacidade de atendimento de até 90 pacientes diários. A unidade possui funcionários altamente qualificados e alguns nos maiores centros de oncologia do País como Hospital de Câncer de Barretos, INCA e AC Camargo.

Os pacientes da Irradiar contam com um acelerador que está entre os mais modernos do País, com técnicas que maximizam os resultados com menores impactos à saúde do paciente. O aparelho focaliza e emite a radiação de forma específica para não comprometer os demais órgãos.

A Irradiar foi a primeira a realizar uma radiocirurgia estereotáxica cerebral no Tocantins. O procedimento foi realizado em junho de 2017 e cinco meses depois, em novembro, realizou o primeiro procedimento deste tipo pelo SUS no Estado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários