Região de Campinas soma 290 casos de sarampo, mas nove cidades seguem sem registros

Balanço do estado indica ainda que outros sete municípios notificaram um caso cada.

Publicado em: 28 de Dezembro de 2019
Foto Por: Arte/G1
Autor: G1 Campinas e Região
Fonte: G1 Campinas e Região
Os sintomas e a forma de prevenção contra o sarampo

Com 290 notificações de sarampo neste ano, a região de Campinas (SP) tem nove cidades que ainda não registraram casos da doença. Os dados estão no balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, que considera notificações confirmadas por exame laboratorial e clínico até 17 de dezembro.

Este é o primeiro ano desde 2000 que São Paulo registra casos autóctones de sarampo - ou seja, de pacientes que tiveram contato com o vírus dentro do estado. Há 19 anos, a circulação endêmica foi interrompida, o que derrubou o número de casos, concentrados apenas em pessoas infectadas em outros territórios.

As cidades da região sem notificações neste ano são Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Holambra, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Morungaba, Pinhalzinho, Santo Antônio do Jardim e Tuiuti.

Já Campinas é a que possui mais casos na região, com 134. Outros sete tiveram um registro (Amparo, Águas de Lindoia, Monte Mor, Pedra Bela, Pedreira e Santo Antônio de Posse e Socorro).

Todos os casos de Campinas são autóctones

De acordo com a Secretaria de Saúde de Campinas, todos os registros na cidade foram de pacientes infectados dentro do município, movimento que não ocorria desde 1997. A pasta informou que 98.918 doses da vacina foram aplicadas em neste ano.

"A Secretaria de Saúde faz a vigilância ativa da doença, monitora as ocorrências, com bloqueio dos casos não protegidos; e fortalece a vacinação de rotina. Também são divulgados boletins semanais atualizando equipes de saúde sobre a situação da doença no município", afirma.

Estado tem 14 mortes

Uma das mortes pela doença ocorreu em Limeira, enquanto a outra em Itanhaém. As demais mortes foram na Grande São Paulo. O vírus do sarampo circula em todo território estadual, segundo a secretaria estadual.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que a imunização contra sarampo segue disponível nos postos para aplicação em pessoas com idade entre 6 meses e 59 anos que ainda não foram vacinados. Cada município possui um horário e local de vacinação.

"O Centro de Vigilância Epidemiológica estadual realiza monitoramento contínuo da circulação do vírus. Em 2019, até o momento, há 11.024 casos confirmados laboratorialmente. Considerando que o vírus já circula em todo o território paulista, conforme prevê no Guia de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, o Estado também confirma casos com base no critério clínico-epidemiológico (ou seja, com base em sintomas e avaliação médica), englobando outros 3.953 casos".

 

Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.