Segunda - Feira,
15 de Agosto de 2022

2° BPM divulga balanço criminal referente aos sete primeiros meses de 2022 na cidade de Araguaína

O 2º Batalhão de Polícia Militar divulga dados sobre balanço de ocorrências criminais da cidade de Araguaína referente aos sete primeiros meses de 2022, tendo como parâmetro o ano de 2021.

Autor: ASCOM 2º BPM/Polícia Militar do Tocantins

Fonte: ASCOM 2º BPM 

Publicado em 05 de Agosto de 2022 (Atualizado Há 1 semana atrás)

Legenda: Dados da produtividade do 2° BPM nos primeiros seis meses de 2022 comparados com o ano de 2021 em Araguaína.

Autor da Foto: 2º BPM/Polícia Militar do Tocantins

A Polícia Militar, por meio do 2° Batalhão, divulgou na manhã dessa quinta-feira, 04, o balanço criminal da cidade de Araguaína referente ao período de janeiro a julho do ano de 2022. No comparativo com o mesmo período de 2021, os dados indicam redução de 38% no crime de furto a estabelecimento comercial e uma redução de 26% em relação aos acidentes de trânsito. Em números, foram 48 armas de fogo apreendidas, 117 veículos recuperados e 402 pessoas presas.

De acordo com os dados compilados nesse período, o balanço criminal é positivo também no que se refere a crimes de furto e roubo, que apresentaram uma redução de 9% no início deste ano, bem como diminuição dos crimes de violência doméstica com 3% de redução em relação ao período de 2021.

No tocante às ocorrências de homicídio, o ano de 2022 iniciou com uma crescente quando comparado ao mesmo período de 2021, sendo o apanhado dos sete primeiros meses equivalente a 32% de aumento em relação a 2021. Só em janeiro, foram 07 casos a mais do que em janeiro de 2021, situação que se repetiu também no mês abril, em que se registrou 06 casos a mais se comparado a abril do ano passado. E essa tendência de alta exigiu da polícia militar adoção de estratégias para conter o avanço da violência, dentre elas, destacam-se o emprego de efetivo em serviço extraordinário com intuito de aumentar o patrulhamento nas ruas, o aumento do número prisões e o apoio de equipes especializadas de policiamento vindas da Capital com o apoio do Comando Geral da PMTO. Soma-se a isso as ações sistematizadas da polícia civil que, por meio de investigações e operações, efetuou a prisão de autores dos crimes e contribuiu também para frear o aumento de casos. E o resultado dessa gama de esforços se refletiu nos meses seguintes, nos quais se registrou decréscimo de homicídios em relação aos meses de maio, junho e julho de 2021.

Ressalta-se ainda que dentre os fatores que influenciaram para este cenário no que se referem aos crimes de homicídio, o fim das medidas de restrição com retorno da livre circulação e aglomeração de pessoas foi preponderante. Se comparado ao mesmo período de 2019, ano pré-pandemia, os dados de 2022 apresentam redução de 3% de crimes de homicídio em Araguaína. O resultado é ainda mais positivo quando se faz o balanço entre crimes de furto e roubo de 2019 em relação ao ano corrente, que atualmente apresenta diminuição de 74% de ocorrências.

"Os dados compilados neste período mostram o trabalho árduo desenvolvido pelo efetivo do 2º BPM com os demais órgãos de segurança pública em Araguaína com objetivo de mantê-la como referência de cidade segura. A polícia militar permanecerá atuando de forma firme contra a criminalidade e por meio de ações cooperativas com as demais forças de segurança a fim de garantir aos cidadãos proteção aos direitos individuais e coletivos, mesmo diante dos grandes desafios que surgem dia a dia em virtude das problemáticas sociais", afirma o Tenente Coronel QOPM Valdeonne Dias da Silva – Comandante do 2º BPM.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários