Adapec realiza blitz sanitária de transporte de produtos de origem animal nas rodovias de acesso à Capital

Publicado em: 06 de Outubro de 2020
Foto Por: Adapec/Governo do Tocantins
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo
Veículos foram abordados para verificação de documentação

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) realizou, de segunda a quinta-feira, 29 de setembro e 1º de outubro, seis blitze sanitárias sobre transporte de produtos de origem animal.

 

A fiscalização ocorreu na rodovia TO-080, no distrito de Luzimangues, em frente à Garagem Central do Estado, na TO-010, saída para Miracema; e na TO-020, saída para Aparecida do Rio Negro com abordagens em cerca de 170 veículos, possíveis transportadores destes produtos.

 

Segundo o gerente de inspeção animal da Adapec, Antônio Caminha, o objetivo da ação foi evitar que alimentos inadequados sejam transportados e cheguem à mesa do consumidor. Além disso, foi uma forma de realizar um trabalho de educação sanitária junto aos condutores de veículos.

 

Durante as abordagens, não foram encontradas irregularidades, os produtos inspecionados tinham origem comprovada com registro no Serviço de Inspeção Animal (SIE-TO) e no Serviço de Inspeção Federal (SIF). “O que pode ser avaliado como positivo, uma vez que isso demonstra o compromisso dos empresários com a qualidade dos produtos que estão sendo comercializados nesta rota”, disse Antônio Caminha.

 

A blitz foi realizada com a equipe de combate a clandestinos do setor de inspeção animal da Agência e o apoio das barreiras volantes, das regionais da Adapec de Porto Nacional e Palmas, onde foram verificadas as cargas e a documentação de origem dos produtos, condições de higiene e temperatura. Estas ações continuarão ocorrendo em todo o Estado, sobretudo no entorno das maiores cidades. (Da assessoria de imprensa)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.