Aldeias de Formoso do Araguaia têm surto de Covid-19 e mais de 80 indígenas são contaminados

Casos foram confirmados no último fim de semana. Município informou que está investigando origem da contaminação junto com o Distrito Sanitário Especial Indígena.

Publicado em: 30 de Junho de 2020
Foto Por: Polícia Militar/Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Aldeia Canuanã é fica dentro da Ilha do Bananal, no território de Formoso do Araguaia

Um surto de Covid-19 entre indígenas que vivem em aldeias de Formoso do Araguaia, no sul do Tocantins, foi notificado neste último fim de semana. Segundo o boletim epidemiológico divulgado pelo município, foram 78 confirmações no sábado (27) e no domingo (28) o número saltou para 81 indígenas infectados. Em três dias o total de casos da cidade subiu de 95 para 177.

 

Veja os números do coronavírus no Tocantins.

A região de Formoso do Araguaia e municípios vizinhos abriga um dos maiores territórios indígenas do estado. Na área existem aldeias dos povos Javaé, Karajá e Avá-canoeiro.

 

Em 2019, a Justiça Federal, inclusive, restringiu o acesso a uma área de mata da Ilha do Bananal, onde foram avistados indígenas que vivem isolados. A ilha abrange os territórios de cinco municípios, entre eles Formoso do Araguaia.

 

As praias da cidade são banhadas pelo Araguaia e geralmente atraem muitos turistas na temporada de férias. Apesar das proibições impostas pelo município, há duas semanas um grupo de pessoas que estava acampando próximo de uma aldeia precisou ser retirado pela fiscalização da Prefeitura de Formoso e Polícia Militar.

 

A prefeitura de Formoso do Araguaia informou que está investigando como se deu a contaminação dos indígenas junto com o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) e que está realizando exames nas aldeias para verificar a proporção da contaminação.

 

O G1 solicitou posicionamento sobre os casos para o DSEI e para a Fundação Nacional do Índio e aguarda resposta.

 

A Secretaria de Estado da Saúde informou que auxilia nos atendimentos aos indígenas dentro de sua rede SUS, na atenção básica nos municípios e na rede hospitalar de gestão estadual, garantindo assistência de média e alta complexidade necessários aos atendimentos relativos à Covid-19.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.