Alunos e professores desenvolvem tecnologia para fazer tijolos com restos de materiais de construção

A ideia surgiu em Gurupi e pretende reduzir o custo das obras e ajudar na limpeza da cidade. Entulho representa parte significativa do lixo no município.

Publicado em: 02 de Julho de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Projeto quer fazer tijolos a partir de materiais sustentáveis

Alunos e professores da Universidade Federal do Tocantins em Gurupi estão utilizando restos de materiais de construção para fabricar tijolos. O projeto acaba contribuindo com a limpeza da cidade, e tem custo menor por ser um material sustentável. Na cidade, metade dos resíduos sólidos descartados são de entulho.

 

A ideia de usar restos de materiais de construção como matéria-prima para fabricar tijolos veio da arquiteta e urbanista Daniella Mendonça. O tijolo é composto 70% de entulho, 10% de cimento e 10 a 20% de uma substância chamada filito.

 

O projeto está em fase experimental e tem chances de ser a solução para auxiliar na limpeza do município.

 

"Ele é uma solução sustentável pro destino de resíduos hoje, ou para parte de destino desses resíduos. A obra da construção civil ela é responsável por muita geração de resíduos. E hoje o tijolo de solo-cimento vem com uma solução para que a gente possa utilizar e construir de forma mais sustentável", comentou a arquiteta Daniella Mendonça.

 

O custo para produção do tijolo sustentável promete ser inferior, por reutilizar um material descartado e o baixo preço do filito no mercado que custa em média 25 centavos o quilo. Não há previsão ainda para a comercialização desse tijolo.

 

O projeto chamou a atenção e ganhou apoio de estudantes de engenharia civil de uma universidade de Gurupi.

 

"A gente buscou estar criando essa parceria, disponibilizando os materiais do nosso laboratório para um estudo mais preciso, desenvolvimento de trabalhos acadêmicos, a parte de estudo de traço. Esse tipo de bloco de solo-cimento já tem uma resistência, e poder estar mudando esses materiais para um alcance maior", comentou o coordenador do curso de engenharia civil, Antônio Vasconcelos.

 

Parte do projeto inclui a construção de um ecoponto para o descarte de resíduos de construção em Gurupi. A comunidade poderá ter participação ativa no projeto.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.