Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada; imunização no TO está abaixo de 70% da meta

Objetivo é imunizar 375 mil pessoas e até esta segunda o total chegou a 262 mil. Mesmo assim, cobertura no estado está seis pontos percentuais acima da média nacional.

Publicado em: 02 de Junho de 2020
Foto Por: Agência Brasil/Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada

A campanha de vacinação contra o vírus influenza, responsável por causar várias formas de gripe, foi prorrogada até 30 de junho em todo o país. No Tocantins, a imunização ficou abaixo dos 70% da meta. O objetivo era vacinar 375.628 pessoas dos grupos prioritários e até a segunda-feira (1º) foram 262.288, uma cobertura de 69,86%.

 

Mesmo assim, o Tocantins está acima da média nacional, que é de 63% de cobertura da meta. Inicialmente a campanha terminaria no próximo dia 5. Este ano, não haverá dia D de vacinação para evitar aglomerações.

 

A vacina serve para imunizar contra os vírus mais comuns da gripe. Ela não serve como proteção contra o coronavírus, mas ajuda no combate a doença porque diminui a quantidade de pessoas que precisam de atendimento médico e também ajudam a descartar alguns tipos de diagnóstico em casos suspeitos sem necessidade de exames.

 

Os municípios vão ficar responsáveis por levantar moradores dos grupos prioritários que ainda não se vacinaram. Fazem parte dos grupos: os idosos com 60 anos ou mais de idade; trabalhadores da saúde; membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais.

 

Também são considerados prioritários: caminhoneiros, profissionais de transporte coletivo; povos indígenas; adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas; presos; funcionários do sistema prisional; pessoas com deficiência; professores; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes; mães no pós-parto até 45 dias e pessoas de 55 anos a 59 anos de idade.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.