Com segundo repasse, Leilão Pecuária Solidária totaliza até agora R$ 450 mil para construção do Hospital de Amor do Tocantins

Publicado em: 25 de Junho de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: Ascom
Fonte: Ascom
Entrega de mais R$ 200 mil ocorreu no canteiro das obras do Hospital de Amor do Tocantins, em Palmas, na terça-feira

Os repasses do Leilão Pecuária Solidária para as obras do Hospital de Amor do Tocantins, em construção em Palmas (TO), já totalizaram R$ 450 mil, dos R$ 701 mil arrecadados. No final da tarde de  terça-feira, dia 23, no próprio canteiro de obras da unidade de saúde, houve a entrega de mais uma parcela, de R$ 200 mil.

 

O ato público, uma tradição para se dar transparência ao leilão, foi conduzido pelo idealizador do projeto, o leiloeiro Eduardo Gomes, que entregou o cheque para o gestor do projeto "O Agro Contra o Câncer", Rubikinho de Carvalho. Os recursos foram transferidos para a conta da obra.

 

Empresários, colaboradores e pessoas que adquiriram produtos do leilão prestigiaram a cerimônia, realizada de forma restrita, com presença de poucos participantes e obedecendo as recomendações de proteção exigidas atualmente.

 

Entre os presentes, estavam o prefeito de Gurupi e produtor rural, Laurez Moreira, que adquiriu no leilão todas as mais de 1.200 sacas de soja doadas por diversos produtores, o empresário de leilões e pecuarista Alex Bahia, comprador da L200 Triton Mitsubishi, a diretora da Nova Era Leilões Tainar Bordinassi, que adquiriu a totalidade dos reprodutores nelore doados, e a empresária Paula Gil, diretora de Marketing da Marca Motors, responsável pela doação do veículo.

 

Esta é a segunda parcela de um total de R$ 701 mil obtidos pelo leilão, realizado em novembro do ano passado em Palmas.  Em fevereiro deste ano, já haviam sido repassados R$ 250 mil. "Este repasse vem em boa hora. Com a pandemia, tivemos muitos problemas. Mas, esta colaboração do Leilão Pecuária Solidária é muito importante e vai ajudar, por exemplo, a finalizar setor de quimioterapia", afirmou Rubikinho de Carvalho. Em três anos, já foram investidos R$ 30 milhões na obra em Palmas.

 

O leiloeiro Eduardo Gomes explicou que os repasses são feitos de forma gradativa, à medida em que as vendas dos produtos no leilão, muitos realizadas em parcelas e/ou a prazo fixo, são liquidados.  "Na sexta edição do leilão em novembro último, tivemos a participação de parte do empresariado, que está engajado no projeto do leilão e do movimento em prol da construção do hospital. Isso confirma que o propósito do leilão, iniciado originalmente com a classe pecuarista, se consolidou e agregou apoio dos segmentos da agricultura, comércio e indústria, enfim,  todos os setores da sociedade."

 

PARCERIA COM EMPRESA

 

Durante a entrega, a Nova Era Leilões anunciou o início da parceria com o Hospital de Amor. "Para cada animal comercializado nos leilões da empresa a partir de agora, vamos descontar R$ 1 do vendedor e mais R$ 1 do comprador e destinar para as obras do Hospital de Amor. O repasse da doação será imediato ao fechamento do mapa de cada evento", disse Tainar Bordinassi.

 

Estas doações já iniciam no próximo leilão programado para sábado, dia 04, em Almas, no sudeste do Tocantins. Para Rubikinho de Carvalho, leilões são fonte vital de arrecadação para o hospital. "Nossos maiores recursos são dos leilões de gado, algo em torno de R$ 8 a R$ 9 milhões por mês. Em fevereiro, acabaram os leilões por conta da pandemia. Temos um déficit mensal de R$ 27 milhões. Tivemos que cortar muitos gastos, reduzir tratamentos e até cirurgias. A perda de arrecadação prejudicou muito os atendimentos, os pacientes", comentou Rubikinho.

 

Também esteve presente a coordenadora do Hospital de Amor em Paraíso do Tocantins, Ivaneide São José.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.