Domingo,
01 de Agosto de 2021

Convênio vai permitir que SENAR leve tecnologias da Embrapa a produtores assistidos

Autor: Ascom

Fonte: Ascom

Publicado em 20 de Julho de 2021 (Atualizado Há 2 semanas atrás)

Legenda: Sem Legenda

Autor da Foto: Divulgação

O SENAR-TO (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) está investindo na qualificação continuada dos profissionais que prestam assistência aos produtores rurais no estado para que as tecnologias desenvolvidas pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias) possam chegar nos produtores rurais que são assistidos pela Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) da instituição.

Como o objetivo é difundir conhecimento, no decorrer das atividades da capacitação, cada técnico de campo será responsável pela implantação de uma Unidade de Referência Tecnológica (URT), a ser definida pelo Senar. "As URT's terão como principal objetivo servir de modelo para que outros produtores possam conhecer, se inspirar e, assim, queiram também participar do programa de ATeG do SENAR, onde vão ter acesso às mais modernas e inovadoras tecnologias de produção e ferramentas de gestão, melhorando a produtividade e a lucratividade de suas propriedades", destacou a superintendente do Senar, Rayley Luzza.

A capacitação vai beneficiar 27 profissionais que fazem o trabalho de campo. Cada um deles assiste até 30 propriedades rurais espalhadas pelo Estado. Com a capilaridade do Senar, a parceria vai permitir que o trabalho reconhecido de pesquisa da Embrapa chegue aos produtores rurais de diversas regiões do Estado e produza resultados satisfatórios num curto espaço de tempo.

ASSINATURA

Para isso, o Senar e a Embrapa firmaram um Termo de Cooperação que prevê a transferência de tecnologia para os profissionais do sistema que atendem a produtores nas cadeias de Bovinocultura do Corte e do Leite, por meio da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar. A capacitação tem duração prevista de dois anos e 80 horas aulas, tanto com atividades teóricas como práticas.

A assinatura do termo foi feita na sede do sistema FAET/SENAR, em Palmas pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins – FAET, Paulo Carneiro e pela Chefe Geral da Embrapa Pesca e Aquicultura, de Palmas, Danielle de Bem Luz. "Precisamos manter nossos profissionais atualizados para prestar um bom serviço para os produtores rurais, seja pequeno, médio ou grande, para que eles possam ter resultados positivos nas suas atividades", destacou o presidente da FAET. A chefe da Embrapa lembrou que o convênio está alinhado com as metas de desenvolvimento sustentável estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) e "trata-se de uma formação que promove sustentabilidade nas três tradicionais dimensões: ambiental, econômica e social".

 

Para saber mais notícias relacionadas ao agro, acesse nossos sites: www.faetrural.com.br www.senar-to.com.br

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Seu comentário aguardará aprovação antes de ser publicado no site

Sem Comentários