Dois homens são presos suspeitos de se passarem por funcionários de banco para aplicar golpes em Gurupi

Prisões foram feitas pela Polícia Militar no centro de Gurupi. Suspeitos foram presos após enganarem mulher e darem prejuízo de R$ 12 mil.

Publicado em: 01 de Julho de 2020
Foto Por: Portal Atitude Tocantins/Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
PM/Divulgação

Dois homens de 33 e 34 anos foram presos pela Polícia Militar em Gurupi, na região sul do estado, suspeitos de aplicar golpes em moradores da cidade. Os suspeitos se passavam por funcionários de bancos para enganar as vítimas. As prisões foram feitas no centro da cidade na tarde desta terça-feira (30).

 

Uma das vítimas ligou para a PM informando que tinha caído em um golpe, sofrendo um prejuízo de R$ 12 mil. Ela contou que recebeu uma ligação de uma mulher que dizia ser funcionária de um banco. A estelionatária afirmou que o cartão da vítima estava sendo utilizado por terceiros em outra cidade e o limite tinha sido ultrapassado, por isso a agência iria recolhê-lo.

 

Durante a tarde os dois suspeitos foram até a casa da vítima em um táxi e se identificaram como representante da instituição financeira. A vítima entregou o cartão aos golpistas e logo depois recebeu um aviso no aplicativo do banco informando um saque no valor R$ 12 mil.

 

Nesse momento a vítima percebeu que havia caído em um golpe e ligou para a polícia. A mulher informou que os suspeitos tinham saído em um táxi e os policiais começaram a fazer buscas pela cidade.

 

A PM encontrou o taxista que havia acabado de deixar os dois suspeitos em um hotel. O motorista confirmou que tinha feito várias corridas com os homens, passando pela casa da vítima, uma agência bancária e por fim voltando para o hotel.

 

A PM foi até o hotel indicado e conseguiu localizar os dois suspeitos. Com eles foram encontrados cerca de R$ 3,5 mil, além de quatro máquinas de cartão de crédito, celulares, cartões de banco em nome de várias pessoas, incluindo duas vítimas de golpes em Gurupi.

 

Ainda de acordo com a PM, os suspeitos disseram aos policiais que estavam na cidade desde o dia 27 de junho e confessaram os crimes. Eles foram levados para a central de flagrantes da Polícia Civil, onde foram autuados por estelionato.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.