Dupla é presa pela PM suspeita de praticar vários furtos em Gurupi com arma de pressão

Criminosos são de outros estados e teriam chegado ao sul do estado apenas para praticar os roubos. Eles foram presos pela PM momentos após praticar um crime na cidade.

Publicado em: 24 de Julho de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Momento em que suspeito foge de farmácia após roubo

Dois homens foram presos em flagrante pela Polícia Militar em Gurupi, na região sul do estado, suspeitos de praticarem vários furtos na cidade usando uma arma de pressão. Um dos alvos dos criminosos foi uma farmácia no centro da cidade. O crime foi gravado pelas câmeras de segurança do local.

 

As imagens mostram o momento em que o criminoso rouba o dinheiro do caixa e foge pela porta da frente. O comparsa estava esperando em uma moto do lado de fora da farmácia.

 

De acordo com a polícia, os criminosos também teriam roubado clientes de um bar e uma motocicleta recuperada pela Polícia Militar. Em todos os crimes os suspeitos usaram uma arma de pressão semelhante a uma arma de fogo.

 

"Utilizaram um simulacro, que é uma pistola de Airsoft, que ela se assemelha muito com a original. Quem não tem conhecimento na área, até mesmo para quem é policial, se der uma rápida olhada na arma acredita que é uma arma de fogo legítima", disse o tenente coronel Jaime Profício, comandante do 4º BPM.

 

Ainda segundo a PM, a dupla de criminosos não é de Gurupi. Um dos suspeitos seria da Bahia e o outro de Goiás. Eles teriam chegado à cidade apenas para praticar os assaltos e depois irem embora.

 

Os suspeitos foram presos pouco tempo depois do último roubo. "Um policial nosso, do serviço de inteligência, estava à paisana e viu que eles estavam armados. Deu uma recuada e efetuou uns disparos no intuito de cessar aquela agressão. Os disparos não acertaram os meliantes, mas eles bateram no meio-fio, caíram e o policial imobilizou os dois no chão, fazendo a prisão em flagrante".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.