Eleitores com títulos cancelados têm até 9 de maio para regularizar situação

Não há possibilidade de prorrogação do prazo, segundo o Tribunal Regional Eleitoral. Em todo o Tocantins, quase 50 mil pessoas tiveram o documento cancelado.

Publicado em: 06 de Março de 2018
Foto Por: TSE/Divulgação
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Eleitores têm até o dia 9 de maio para regularizar situação

Os moradores do Tocantins que estão com o título eleitoral cancelado após a conclusão da biometria no estado têm até o dia 9 de maio para regularizar a situação.

Quem não tiver procurado o cartório até o fim do prazo será impedido de votar nas eleições de outubro. Atualmente, são quase 50 mil eleitores com o documento cancelado em todo o estado.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) esclareceu que o número de pessoas que precisam fazer o serviço pode ser menor, já que em alguns casos o cidadão apenas mudou de estado e não informou isso no Cartório Eleitoral.

Como a procura nas unidades ainda é baixa foi necessário organizar um agendamento. Basta comparecer ao Cartório e aguardar na fila.

Com o documento cancelado, a pessoa fica impedida de assumir cargos públicos, solicitar passaporte, fazer empréstimos em bancos públicos, entre outros serviços.

Em outubro, o Tribunal Superior Eleitoral informou que o Tocantins está em primeiro lugar no ranking da biometria. Ao todo, 99,93% dos eleitores do estado vão votar usando as impressões digitais, o que equivale a mais de 1,8 milhões de pessoas.

Todos vão poder usar o título eleitoral digital nas votações de primeiro e segundo turno. O TRE confirmou a novidade e afirmou que os dados pessoais dos eleitores já estão disponíveis no aplicativo disponibilizado pela Justiça Eleitoral. O E-título pode ser usado para substituir o título de papel nas seções de votação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.