Escolas particulares de Araguaína adiam retorno das aulas presenciais

Decisão foi tomada depois que o governo do estado reprogramou volta das aulas na rede estadual. Pais concordam com o adiamento.

Publicado em: 03 de Agosto de 2020
Foto Por: Reprodução/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Sala de aula teve cadeiras reduzidas para obedecer distanciamento

A rede particular de Araguaína também adiou o retorno das aulas presenciais, que estava previsto para a próxima terça-feira (3). A medida foi necessária depois que o governo do Tocantins reprogramou a retomada das aulas apenas em setembro na rede estadual. Algumas escolas estavam prontas para receber os alunos novamente.

 

“Aparelhagem eletrônica já estava totalmente organizada. As salas estavam organizadas com relação ao espaçamento entre as cadeiras. Álcool em gel. Tudo organizado para a volta na segunda-feira da primeira turma do 3º ano do ensino médio. Eles estariam voltando na segunda-feira de forma escalonada e nós fomos informados pelo novo decreto que ficaria somete par ao mês de setembro”, comentou Hans Muller, coordenador pedagógico de uma escola em Araguaína.

 

Mãe de duas crianças que estudam na rede particular, a odontóloga Mirlene Castro diz concordar com o adiamento e se preocupa com o atendimento médico para os estudantes diante de uma possível retomada das aulas.

 

"Se uma criança ficar doente, onde essa criança vai ser atendida? Com que pediatra, em que hospital, como vai ser o leito de UTI para essa criança. Então, isso eu acho extremamente importante", comentou.

 

A rede municipal da cidade também adiou a volta das aulas. O município afirmou que também vai seguir o cronograma planejado pelo governo do estado.

 

A Advogada Marielle Castro também concorda que não é o momento de retomar as aulas no estado. "Estamos todos na mesma situação. Tem cidades que nem cogitaram ter retorno de aula, tem países que suspenderam as aulas por todo ano. Então, é momento de ter calma, ter paciência e esperar o que vamos ter pela frente sem desanimar, sem trazer um maior prejuízo para essas crianças."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.