Feridos de acidente que matou sete seguem internados em hospital de Palmas

Mulher que foi transportada de helicóptero porque estava em estado grave passou por cirurgia e está estável. Outras três pessoas estão em observação.

Publicado em: 29 de Janeiro de 2018
Foto Por: Divulgação
Autor: G1 TO
Fonte: G1 TO
Sete pessoas morreram após ônibus tombar na TO-040

Quatro vítimas do acidente que matou sete pessoas e deixou 20 feridas, seguem internadas no Hospital Geral de Palmas. Um ônibus capotou na BR-040, em Novo Jardim, próximo a Dianópolis, na madrugada deste domingo (28).

Adericia Oliveira Vaz, que foi transportada de helicóptero, porque estava em estado grave passou por cirurgia e o estado de saúde é considerado estável. Éder Mestre Aguiar, Sandra Almeida Freitas e Racab Luiz dos Santos estão internados, em observação.

Esses pacientes estão entre as sete pessoas feridas que deram entrada no Hospital Regional de Dianópolis e depois foram transferidas para o HGP. Os outros três: Francisco Carlos Vinicius dos Santos, Bruna Tatiana de Jesus Meneses e Rosangela Rodrigues Duarte tiveram alta ainda no domingo.

Sobrevivente

A empresária Edna Eliane Campelo foi uma das sobreviventes do acidente de ônibus que matou 7 pessoas e deixou 20 feridas na TO-040, em Novo Jardim, na madrugada desse domingo (28). Em entrevista à TV Anhanguera, ela contou a imagem impactante que viu ao perceber que estava viva. "Eu olho para frente, aquele monte de gente, cadáveres. A única sobrevivente na parte de trás era eu. Aí eu fui saltando sobre as pessoas para poder sair do ônibus, não tive ajuda de ninguém." (Veja o vídeo abaixo)

A empresária saiu de Luís Eduardo Magalhães (BA) com destino à Palmas. Ela viajava acompanhada de uma amiga, que estava ao lado dela. Ao perceber que estava viva, Edna chamou pela colega para sair do ônibus e então viu que a mulher havia morrido.

O acidente

O ônibus é da empresa Real Maia e fazia a linha Barreiras (BA)-Palmas. De acordo com a Polícia Militar, o motorista disse que os freios do veículo falharam. Ambulâncias da região fizeram o transporte dos feridos.

O Governo do Estado está pedindo doações de sangue para as vítimas. O estoque já estava baixa por causa do período de férias. Os doadores podem ir ao Hospital Geral de Palmas ou ao Hemocentro.

Entre as pessoas que morreram está a servidora Dilma Raimundo de Sousa, que trabalhava no Banco do Empreendedor do Tocantins. Em nota, a instituição lamentou a perda. "Tivemos o privilégio de ter grande parte de sua vida compartilhada conosco, nestes cerca de 20 anos de convivência. Anos estes, marcados pela alegria e um sorriso sempre presente."

Outra vítima é Nayara Gomes Santos, que tinha 33 anos e era professora de matemática da Secretaria Municipal de Educação (Semed) desde 2015. Ela trabalhava na Escola Municipal do Tucunzinho, na zona rural do município. A prefeitura também lamento a morte em nota. "Durante três anos foi uma profissional que se destacava com muita dedicação, profissionalismo e ética à rede municipal de ensino."

Além delas, as outras pessoas que morreram foram José de Jesus Ribeiro, Maria Francisca Ferreira de Souza, Jecy Cirqueira, Angela Raquel Vanolli Mourão e Caroline Tavares Nustosa.

A Real Maia informou que após ficar sabendo do acidente, enviou um representante ao local para auxiliar as vítimas. Disse que está à disposição para prestar depoimento e colaborar com as investigações. Esclareceu ainda que todo o custo com transporte das vítimas está sendo arcado pela empresa.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.