Força-tarefa está combatendo incêndios florestais na região de Taquaruçu há 18 dias

Nesta quarta-feira (16) o combate se concentra em uma área conhecida como Cachoeira do Evilson. Brigada conta com homens dos Bombeiros, Exército, Defesa Civil e Naturatins.

Publicado em: 16 de Setembro de 2020
Foto Por: Bombeiros/Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Fogo devastou propriedades na região de Taquaruçu

Nesta quarta-feira (16) as equipes que combatem incêndios florestais em Palmas deram início ao 18º dia consecutivo de trabalho na região de Taquaruçu. O foco que está sendo combatido surgiu na noite de segunda-feira (14) e atinge a região conhecida como Cachoeira do Evilson.

 

Equipes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil Estadual, brigadistas do Naturatins e Exército Brasileiro estão participando da força-tarefa. Nos últimos dias as equipes conseguiram apagar duas linhas de fogo que deixaram um rastro de destruição ambiental e nas propriedades por onde passavam.

 

Os incêndios vêm sendo registrados nas serras em Taquaruçu e no distrito de Taquaruçu Grande. De acordo com os bombeiros, o maior desafio são os ventos deste período do ano, somados ao terreno muito inclinado e ao grande volume de vegetação seca. Fatores que contribuem para que o fogo se alastre com mais rapidez.

 

O helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER) também vem atuando com lançamentos de água e apoio às equipes.

 

Ainda segundo os bombeiros, um levantamento da Defesa Civil, os quartéis dos Bombeiros em Palmas registraram 407 ocorrências de combate a incêndios florestais neste ano. Foram 81 casos apenas entre os dias 1º e 14 de setembro.

 

Em todo o Tocantins, são 1.235 ocorrências de combate a incêndios florestais registradas pelos Bombeiros. "Em se tratando de acumulado no ano, temos um aumento de 5,74%, ou seja, passamos de 1.168 atendimentos para 1.235, ou seja, estão acontecendo mais combates, mesmo com o número de focos registrados a menos ou estável, no que se refere ao mesmo período", destacou o major Alex Matos Fernandes, diretor-executivo da Defesa Civil Estadual.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.