Força-tarefa vai percorrer municípios da região central do estado para inibir incêndios florestais

Órgãos ambientais e de fiscalização vão visitar áreas de Porto Nacional, Luzimangues, Barrolândia e Miracema do Tocantins. Fiscalização começa nesta sexta-feira (25).

Publicado em: 26 de Setembro de 2020
Foto Por: Luzi Henrique Machado/Governo do Tocantins
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Equipes se preparando para para fiscalizar área rural e evitar incêndios

Órgãos ambientais e de fiscalização vão percorrer a zona rural de três cidades, na região central do estado, para prevenir queimadas florestais. Os trabalhos começam nesta sexta-feira (25) e seguem por todo fim de semana em áreas de Porto Nacional e do distrito de Luzimangues, Barrolândia e Miracema do Tocantins.

 

A ação está sendo chamada de Fiscalização Integrada Contra os Incêndios Florestais e é coordenada pelo Comitê Estadual do Fogo, por meio da Defesa Civil Estadual. As equipes vão se reunir na Feira Livre de Luzimangues, às margens da TO-080, na manhã desta sexta-feira (25) para iniciar o trabalho.

 

"Nosso foco é inibir possíveis surgimentos de focos de queimadas, sejam na cidade ou na zona rural, principalmente após as primeiras chuvas na região", explicou o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual.

 

Uma ação semelhante foi realizada na semana passada na região de Taquaruçu para reprimir os incêndios florestais que vêm sendo observados durante os fins de semana.

 

Desta vez vão participar da fiscalização equipes do Corpo de Bombeiros, Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Exército Brasileiro, Marinha do Brasil, Batalhão de Polícia Militar Ambiental e Ministério Público Estadual. A Guarda Metropolitana Ambiental de Palmas também estará na ação, mas atuando na Serra do Lajeado.

 

Quem for flagrado provocando queimadas poderá responder de forma civil, penal e administrativa.

 

Uso do fogo está proibido

A utilização do fogo para limpeza e manejo do solo está proibido no estado desde junho, após portaria do Instituto Natureza do Tocantins. Todas as autorizações foram suspensas e novas permissões não estão sendo emitidas. A queima de vegetação não poderá ser feita até o dia 13 de novembro.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.