Foto de sargento dos Bombeiros com amigos em praia interditada repercute nas redes sociais e MP pede investigação

A festa teria sido realizada no último fim de semana e desrespeita um decreto municipal para conter o novo coronavírus. Colegas do militar teriam inclusive participado da fiscalização na mesma praia.

Publicado em: 15 de Julho de 2020
Foto Por: Divulgação/Ministério Público do Tocantins
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Oficial postou foto em rede social em meio à aglomeração na praia de Peixe

Uma postagem de um sargento do Corpo de Bombeiros que ainda não teve o nome divulgado gerou repercussão nas redes sociais em Peixe, no sul do Tocantins.

 

A foto compartilhada mostra o sargento em uma aglomeração com cerca de 20 outras pessoas na praia da Tartaruga. O local está interditado pela prefeitura como forma de conter o novo coronavírus.

 

O caso teve ainda mais repercussão porque o Corpo de Bombeiros é uma das instituições responsáveis pela fiscalização no local. Colegas do oficial estiveram inclusive realizado um monitoramento na praia no mesmo fim de semana em que a foto foi postada na internet.

 

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) ficou sabendo do caso e pediu que o comando do Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil abram investigações contra o sargento apurando o descumprimento ao decreto municipal. O documento que proíbe aglomerações nos espaços públicos de Peixe.

 

O MP disse ainda que vai verificar as identidades dos outros infratores e que serão tomadas as medidas cabíveis.

 

Em nota, o Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins repudiou a violação da lei municipal e disse que o caso será apurado pela Corregedoria da corporação. A instituição afirmou que se caso for comprovada a infração, o bombeiro será responsabilizado, mas não informou quais as punições possíveis.

 

A interdição da praia foi motivo de polêmica na cidade, já que a prefeitura chegou a anunciar a reabertura, mas teve que recuar em função do avanço da pandemia na região.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.