Indígenas bloqueiam estrada após encontrar munições em caminhonete na barreira da entrada de aldeia

O flagrante foi durante uma revista nas barreiras sanitárias da aldeia Kapel, entre Itacajá e Goiatins. Os indígenas protestam contra o tráfico de drogas, animais silvestres e armas na região.

Publicado em: 14 de Maio de 2020
Foto Por: Divulgação/Polícia Civil
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Indígenas entregaram todo o material para a polícia

Indígenas da etnia Krahô bloquearam a estrada entre as cidade de Itacajá e Goiatins após apreenderem uma caminhonete na barreira sanitária da entrada da aldeia Kapej. O caso foi na última segunda-feira (11), quando os indígenas encontraram munições dentro do veículo. Todo o material foi entregue para a Polícia Civil na terça-feira (12). O protesto deles é para chamar a atenção para os problemas com tráfico de drogas, animais silvestres e armas na região.

Segundo a Polícia Civil, o veículo apreendido era conduzido por um funcionário de um comerciante de Itacajá. Dentro haviam 17 cartuchos de munição calibre 38, 12 cartuchos 9mm; cinco de calibre .22 e 14 munições calibre .25.

Integrantes da Funai foram junto com os policiais até a aldeia para formalizar o recebimento das munições. Eles utilizaram celulares para pegar o depoimento dos indígenas sobre o flagrante e evitar que eles tenham que se deslocar até a cidade. Os povos indígenas estão evitando este tipo de deslocamento por causa do novo coronavírus.

A barreira foi montada para que os que os índios pudessem fiscalizar a entrada e o transporte de bebidas alcoólicas, drogas, animais silvestres e também para se prevenirem do contágio em relacão a Covid-19.

O motorista chegou a ficar detido pelos indígenas na segunda, mas foi liberado antes da chegada da polícia. Os agentes também receberam uma carta de reivindicações dos indígenas.

A investigação agora quer estabelecer de quem era a caminhonete e as munições dentro dela.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.