Nova chance; Senai prorroga prazo de processo seletivo para vagas em Araguaína e Gurupi

Publicado em: 23 de Janeiro de 2021
Foto Por: Divulgação
Autor: Cleber Toledo
Fonte: Cleber Toledo
Vagas são para atuação em Araguaína e Gurupi

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) reabriu dois processos seletivos para a contratação de instrutor na área de Metalmecânica (Araguaína) e Automotiva (Gurupi), respectivamente. O envio de currículos para concorrer deve ser feito conforme especificações e prazos descritos nos editais de cada processo seletivo: 01/2021 – Araguaína e 03/2021 – Gurupi. Os editais estão disponíveis no site www.senai-to.com.br link Processo Seletivo de Pessoas.

 

Instrutor 3 – Metalmecânica

Para concorrer à vaga de Araguaína para Instrutor 3 – Metalmecânica é exigida experiência de, no mínimo, 6 meses em manutenção e operação em tornos, fresas, plainas, mecânica e CNC, sistemas automatizados e eletrônicos de máquinas industriais. Os candidatos devem ter Ensino Superior Completo em Engenharia Mecânica ou curso superior em qualquer área com formação Técnica em Eletromecânica. O prazo para envio de currículo neste processo é até o dia 27 de janeiro de 2021 para o e-mail: selecaosenaiaraguaina@sistemafieto.com.br identificando o assunto como “SENAI – Processo de Seleção – Reabertura – Comunicado 01/2021”.

 

Instrutor 2 – Automotiva

A vaga de Gurupi é para Instrutor 2 – Automotiva sendo exigido o curso Técnico em Mecânica Veicular, Técnico em Manutenção Automotiva e/ou áreas afins ou estar cursando Ensino Superior em Engenharia Mecânica. É desejável experiência a partir de 6 meses na área e o currículo deve ser enviado até o dia 26 de janeiro de 2021 para o e-mail: selecaogurupi@sistemafieto.com.br, identificando o assunto como “SENAI – Processo de Seleção – Reabertura – Comunicado 03/2021”. (Da assessoria de imprensa)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.