Polícia abre investigação contra donos de chácara usada para festas durante lockdown em Araguaína

Vizinhos reclamaram que eventos reuniam cerca de 100 pessoas por noite e que barulho podia ser ouvido em propriedades a 6 km de distância.

Publicado em: 23 de Maio de 2020
Foto Por: Sydney Neto/TV Anhanguera TO
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Chácara fica na zona rural de Araguaína

A Polícia Civil de Araguaína instaurou nesta sexta-feira (22) um inquérito para investigar os donos de uma chácara na zona rural da cidade. Vizinhos reclamam que a propriedade vem sendo utilizada para a realização de festas ilegais durante o lockdown, ou bloqueio total, a que a cidade está submetida. Os eventos teriam reunido uma média de 100 pessoas por noite, incluindo adolescentes.

 

De acordo com as denúncias, a música é tão alta que pode ser ouvida em outras propriedades a até 6 km de distância. Um dos vizinhos relatou que as telhas da própria casa chegaram a sair do lugar com a vibração do som.

 

A Polícia Civil informou que foram elaborados dois relatórios iniciais com os depoimentos das testemunhas e outras informações levantadas pela equipe da 3ª Delegacia Especializada de Repressão às Infrações de Menor Potencial Ofensivo.

 

Os documentos totalizam cinco páginas e serão anexados ao inquérito antes da denúncia ser apresentada. A identidade dos proprietários da chácara foi confirmada pelos investigadores, mas não foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública.

 

Além do desrespeito ao decreto de lockdown, eles ainda vão responder por perturbação da paz. A pena pode chegar a prisão de até 1 ano e 3 meses e pagamento de multa.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.