Polícia encontra crianças e adolescentes em alojamento precário durante suposto retiro espiritual

Cerca de 20 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos, de vários lugares do Tocantins, estavam no local. Pastores não tinham autorização dos órgãos públicos para fazer o suposto evento.

Publicado em: 10 de Agosto de 2020
Foto Por: Divulgação/SSP
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Polícia encontra cerca de 20 pessoas em suposto retiro espiritual; alojamento tinha condições precárias

Cerca de 20 pessoas foram encontradas vivendo há meses em instalações precárias em uma chácara na zona rural no Distrito de Luzimangues, em Porto Nacional.

 

O alojamento recebia crianças, adolescentes e adultos de Palmas e vários municípios do interior do Tocantins para um suposto retiro espiritual. Dois pastores foram identificados como proprietários do imóvel.

 

A operação foi realizada na tarde da última quinta-feira (6) pelos Policiais Civis da 72ª Delegacia de Luzimangues com apoio do Conselho Tutelar. Os pais e familiares dessas pessoas foram contatados pelas autoridades.

 

O local apresentava péssima estrutura, pouca condição de higiene e alimentação. Além de crianças e adolescentes, havia uma mulher com um filho de menos de um ano de idade.

 

De acordo com o delegado Fabrício Piassi, algumas pessoas estavam no local há meses cumprindo atividades determinadas pelos pastores. Os donos não tinham autorização dos órgãos públicos e não recebiam fiscalização do Conselho Tutelar e do Ministério Público. Os pastores alegaram que o retiro tomou proporções inesperadas e que já planejavam regularizar o evento.

 

As investigações irão continuar e caso seja identificado alguma situação ilegal, os responsáveis pelo evento e local irão responder de acordo com a legislação penal.

 

A perícia foi acionada e registrou toda a estrutura do ambiente. A Polícia Civil do Tocantins alerta aos pais para que procurem conhecer bem os retiros religiosos que são ofertados para saber se há fiscalização, quais atividades serão realizadas e quem está à frente do evento. Esse cuidado evita qualquer tipo de responsabilização cível, administrativa e até criminal.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.