Prefeitura de Paraíso toma novas medidas e determina o fechamento de igrejas e templos para conter o coronavírus

Decreto inclui ainda o comércio de forma geral e estabelecimentos de serviços e lazer. Apenas parentes até o terceiro grau podem comparecer a velórios e todos devem usar máscaras.

Publicado em: 24 de Março de 2020
Foto Por: Divulgação
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Avenida Bernardo Sayão, em Paraíso do Tocantins

A Prefeitura de Paraíso anunciou novas medidas para tentar conter o avanço do coronavírus no Tocantins. Entre as medidas, está a determinação do fechamento do comércio, estabelecimentos de lazer e serviços e até de igrejas e templos na cidade. Os velórios também passam por mudanças e só parentes até o terceiro grau vão podem comparecer às cerimônias.

A cidade ainda não tem casos confirmados de Covid-19, mas como está localizada a cerca de 60 km de Palmas, que tem cinco casos confirmados, está endurecendo as medidas de prevenção.

Veja serviços que terão alterações no Tocantins por combate ao coronavírus

A medida não se aplica a serviços essenciais, como unidades de saúde, farmácias e postos de combustíveis. Também estão liberados serviços de entrega.

Os supermercados podem seguir abertos, mas com redução no número de funcionários e limites na quantidade de clientes por vez dentro da loja (veja ao fim do texto).

Veja o que não pode abrir

Bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres;

Templos, igrejas e demais instituições religiosas;

Equipamentos culturais público e privado;

Academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares;

Lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada;

Galeria/centro comercial, mercado municipal e estabelecimentos congêneres;

Feiras livres e exposições;

A presença de pessoas, além do 3° (terceiro) grau de parentesco, em velórios e cortejos, sendo que devem ser tomadas as medidas de proteção preventiva, quais sejam: uso de máscaras, disponibilização de álcool 70% (setenta por cento) e distanciamento entre os enlutados;

Suspensão abrange ainda os eventos, reuniões e/ou atividades sujeitas a aglomeração de pessoas, sejam elas públicas, privadas ou de natureza pessoal/familiar;

Restrições para supermercados

Diminuir o quadro de empregados, para cada jornada de trabalho, no limite mínimo de 40% (quarenta por cento);

Limitar a entrada de pessoas por vez, de acordo com o tamanho do estabelecimento:

Máximo 13 pessoas, entre colaboradores e consumidores, em estabelecimento com tamanho até 200m²;

Máximo 30 pessoas, entre colaboradores e consumidores, em estabelecimento com tamanho de 200m² até 750 m²;

Máximo 50 pessoas, entre colaboradores e consumidores, em estabelecimento com tamanho superior a 750 m²;

Espaçamento mínimo entre os caixas de 03 metros

Horários ou setores exclusivos para o atendimento de idosos, a fim de garantir a distância mínima de 2 (dois) metros entre as pessoas em todos os ambientes, para resguardar a saúde pública;

Em pontos estratégicos dispensadores com álcool gel 70% (setenta por cento), para o uso de clientes e trabalhadores, bem como manter a permanente higienização dos ambientes;

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.