Prefeitura de Pedro Afonso proíbe entrada de veículos rebocando lanchas ou motos aquáticas na cidade

Ideia é desestimular que visitantes procurem as praias de água doce da região para atividades de turismo. Barreiras sanitárias foram montadas no município.

Publicado em: 02 de Junho de 2020
Foto Por: Prefeitura de Pedro Afonso/Reprodução
Autor: G1 Tocantins
Fonte: G1 Tocantins
Vista da cidade de Pedro Afonso, na região central do estado

A prefeitura de Pedro Afonso, no centro norte do Tocantins, proibiu a entrada na cidade de veículos que estejam rebocando barcos, lanchas ou motos aquáticas. A medida é para evitar que visitantes procurem as praias da região para atividades de turismo. O município fica no encontro do rio Sono com o rio Tocantins e concentra algumas das praias mais populares do estado.

A cidade instalou um barreira sanitária no acesso pela BR-235 na margem do rio Tocantins. Além das lanchas, os fiscais também monitoram a entrada de pessoas que estão nos grupos de risco e apresentam sintomas do novo coronavírus.

Também foi determinado por decreto o fechamento das praias e a proibição de estacionamento em ruas consideradas estratégicas: 26 de Julho, Guimarães Natal, Manoel Alves, Barão do Rio Branco e Getúlio Vargas. A restrição não se aplica a moradores que comprovarem residência perto dos locais interditados.

Também está proibida a circulação do comércio ambulante na cidade. A temporada de praias, normalmente realizada em junho, está cancelada em 2020. O decreto com as determinações foi assinado pelo prefeito Jairo Mariano e está em vigor.

Segundo o boletim epidemiológico desta segunda-feira (1º) Pedro Afonso registra quatro casos confirmados do novo coronavírus.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.