SISEPE-TO garante mais de R$ 10 mil em progressões na 1ª instância

Publicado em: 09 de Julho de 2020
Foto Por: divulgação
Autor: Ascom
Fonte: Ascom

O Núcleo de Apoio as Comarcas (Nacom) condenou o governo do Estado a pagar R$ 1.594,66, atualizados e com juros, em pagamento de retroativos das progressões horizontal e vertical, uma ação individual ingressada pelo SISEPE-TO. A decisão é da primeira instância e o governo do Estado recorreu, sendo que o recurso encontra-se no primeiro gabinete da Segunda Turma Recursal.

 

Na sentença, o juiz Rubem Ribeiro de Carvalho, destacou que os demonstrativos de pagamento apresentados pelo SISEPE-TO comprovam que não houve pagamento correspondendo a evolução funcional que o servidor tinha direito.

 

O magistrado destalha que o governo do Estado não contestou o pedido do SISEPE-TO que fosse feito pagamento das progressões, afirmou apenas que não teve dotação orçamentária e que o Estado superou o limite fixado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) referente a folha de pagamento. "Argumentos jurídicos que não justificam o descumprimento do direito anteriormente conquistado pelo servidor", frisa trecho da sentença.

 

"Infelizmente o governo do Estado não tem pago os direitos legais dos servidores públicos, descumprindo diversas legislações e para garantir que os sindicalizados não sejam prejudicados o SISEPE-TO tem ingressado com ações judiciais coletivas e individuais", explica o presidente do SISEPE-TO, Cleiton Pinheiro.

 

Os sindicalizados que estão com progressões não implementadas ou retroativos para receber devem entrar em contato com o SISEPE-TO, que neste período de pandemia está funcionando por meio de atendimento remoto. Confira os contatos abaixo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.