Suspeito de assaltar pelo menos sete casas em um mês é preso em ônibus ao chegar a Araguaína

Suspeito tem apenas 19 anos e já era considerado um dos principais responsáveis por crimes do tipo em Araguaína. Quando era menor de idade, ele chegou a ser internado em uma instituição por envolvimento com um latrocínio.

Publicado em: 14 de Setembro de 2020
Foto Por: Divulgação/Polícia Civil
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Suspeito de assaltos foi preso dentro de ônibus

A Polícia Civil de Araguaína prendeu neste domingo (13) um homem de 19 anos que é considerado um dos principais responsáveis por assaltos a residências na cidade. De acordo com o delegado Fellipe Crivelaro, ele teria participado de pelo menos sete crimes do tipo ao longo do último mês. O suspeito estava fora da cidade e foi detido quando voltava ao município dentro de um ônibus interestadual.

 

Apesar de ser jovem, o preso tem uma ficha criminal extensa e chegou a fica internado quando ainda era menor de idade pelo suposto envolvimento com um assalto que terminou com a vítima morta. Segundo a Polícia, ele foi liberado do Centro de Internação Provisória de Araguaína ao fazer 18 anos e nem a própria família quis abrigá-lo.

 

Por causa da forma violenta com que o suspeito teria agido nos assaltos, a Delegacia de Repressão a Roubos pediu que ele tivesse a prisão preventiva decretada. A Justiça atendeu ao pedido e por isso o homem foi levado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína e deve aguardar o julgamento preso.

 

A estimativa da DRR é que se for condenado por todos os crimes em que é investigado o rapaz vai passar pelo menos 17 anos na prisão antes de ter direito a progressão para o regime semiaberto. Os investigadores desconfiam que ele é associado a uma facção criminosa nacional que tem atuação no Tocantins.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.