Suspeitos de atirar na cabeça de estudante durante assalto em Araguaína são presos novamente

Os suspeitos têm 19 e 20 anos e não tiveram os nomes divulgados. A Justiça decretou a prisão preventiva dos dois.

Publicado em: 10 de Julho de 2020
Foto Por: Lucas Ferreira/TV Anhanguera
Autor: G1 Tocantins.
Fonte: G1 Tocantins.
Polícia esteve na escola onde a jovem baleada durante assalto estuda

A Polícia Civil de Araguaína prendeu nesta quinta-feira (9) dois homens suspeitos de serem os assaltantes que roubaram e atiraram na cabeça de uma jovem de apenas 15 anos quando ela ia para a escola em maio de 2019. O caso teve grande repercussão pela violência e também pelo fato de que a vítima conseguiu sobreviver ao tiro.

 

Os dois homens foram indiciados há cerca de dois meses e na época já estavam presos por tráfico de drogas. Eles foram soltos pela primeira acusação e estavam nas ruas novamente. A Delegacia de Repressão a Roubos (DRR), que investiga o assalto, pediu que a Justiça decretasse a prisão preventiva dos dois. O pedido foi atendido e eles foram recapturados nesta quinta. As iniciais dos suspeitos são J.M e M.L.R.

 

Um dos homens vai aguardar julgamento na Casa de Prisão Provisória de Araguaína e outro na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota. Eles estão em celas isoladas porque houve mudanças no protocolo de entrada dos novos presos no sistema prisional após o início da pandemia do coronavírus. A previsão é que eles saiam do isolamento para celas comuns em sete dias caso não apresentem sintomas.

 

No dia do crime, a jovem foi levada para o Hospital Regional de Araguaína. A bala chegou a ficar alojada na cabeça dela. Testemunhas disseram que o atirador estava na garupa de uma motocicleta vermelha. O julgamento ainda não tem data para ser realizado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.